Demência: como afeta a saúde física dos idosos

Entenda como os transtornos neurocognitivos vão além das questões da memória e podem impactar o corpo de pacientes da terceira idade.

Um dos motivos para que uma família recorra a uma hospedaria sênior ou casa de repouso para seu familiar idoso são as doenças relacionadas à demência. Hoje, estima-se que mais de um milhão de brasileiros na terceira idade sofram com a condição, a maioria deles com a doença de Alzheimer – números que, infelizmente, só devem aumentar com o passar dos anos.

A grande questão, desconsiderada por muitos, é que a demência não afeta apenas a memória, mas também traz diversas consequências para o físico, que exigem cuidado especializado.

O que é demência

Conhecida na medicina como transtorno neurocognitivo, a demência é uma condição que, por conta de alterações que se desenvolvem no cérebro, impacta a memória, o comportamento, a linguagem e a personalidade.

O tipo mais comum de demência atualmente é o Mal de Alzheimer, mas também há a demência vascular, a demência por Parkinson e a demência senil – todas elas com grande incidência.

Um dos maiores fatores de risco para essa condição é o envelhecimento, por isso é importante investir no cuidado das funções cerebrais e de memória ao longo de toda a vida.

5 maneiras como a demência afeta a saúde física em idosos

Além de causar a perda de memória, impactar a personalidade e as funções cognitivas, a demência pode trazer dificuldades físicas diversas:

1. Movimento

É muito comum que pacientes com um estado mais avançado de demência experimentem dificuldades de movimento – principalmente quando são acometidos pelo Mal de Alzheimer. Os especialistas ainda têm dúvidas quanto ao motivo de isso acontecer, mas é um sintoma muito comum, que exige cuidados especializados, principalmente por aumentar o risco de quedas.

2. Apetite

Pacientes com demência normalmente se tornam extremamente seletivos quanto ao que comem. Também é comum que enquanto a doença avança, as pessoas se esqueçam de como usar os utensílios e tenham dificuldade para engolir os alimentos.

3. Deglutição

A deglutição é um movimento surpreendentemente complicado, por isso pode acabar se tornando uma dificuldade para alguém que sofre de demência, principalmente por se esquecer de como engolir. Isso coloca esses pacientes em alto risco de desidratação, o que só piora os sintomas físicos.

4. Funções renais e intestinais

Um dos efeitos físicos mais debilitantes da demência é a perda de controle dos intestinos e das funções renais, por exemplo. A incontinência é um dos primeiros indicadores disso. Por exemplo, a indicação a pacientes com demência é que sejam levados ao banheiro a cada uma ou duas horas.

5. Sono

Nos estágios mais avançados, os pacientes ficam mais agitados durante a noite e tenham muita dificuldade para dormir.

Questões neurocognitivas, seus pacientes e familiares

Doenças relacionadas à demência são devastadoras para os idosos que sofrem com elas, mas também afetam profundamente seus familiares. Por isso, é essencial ter acompanhamento médico desde os primeiros sintomas e procurar uma casa de repouso ou hospedaria sênior para um cuidado especializado.

Quer saber quando é hora de considerar uma casa de repouso para um familiar idoso? Entenda os primeiros sinais de atenção.

Posts Relacionados

Tumor ósseo

O “Julho Amarelo” também é o mês da conscientização para o diagnostico precoce do câncer nos ossos, importante para o melhor tratamento das lesões. Os

Veja Mais »