Perda da visão na terceira idade: como detectar sintomas

Descubra quais os pontos de atenção na saúde dos olhos de seus familiares

Na contínua batalha contra o coronavírus, muita gente acabou deixando de lado sua rotina de cuidados com a saúde. Muitos por receio de frequentarem clínicas e hospitais e acabarem expostos, principalmente quando já têm idade avançada.

Mas é muito importante manter os exames de rotina, especialmente dos idosos. E algumas das avaliações e acompanhamentos que não podem se perder são os dos olhos, porque algumas doenças oculares podem ser irreversíveis, mas outras têm tratamento e podem ser facilmente vencidas com intervenção precoce.

Sintomas que não podem ser ignorados

Se você tem um familiar na terceira idade, é preciso estar atento a alguns sintomas e mudanças na visão. Quando ocorrerem, procure um médico. Alguns deles são:

• Visão de túnel ou embaçada;
• Olhos queimando ou coçando;
• Dificuldade para ler;
• Lacrimejo excessivo;
• Pálpebras inchadas ou doloridas;
• Inabilidade para produzir lágrimas;
• Contração das pálpebras;
• Campo de visão amarelado;
• Dificuldade para distinguir verde e azul;
• Sensação arenosa, especialmente ao abrir e fechar os olhos.

De catarata a glaucoma e degeneração macular relacionada à idade (DMRI), há diversas razões para alterações na visão de um idoso.

É importante saber que algumas dessas mudanças podem ser sinais importantes de condições relacionadas derrames e outros problemas neurológicos:

• Perda abrupta da visão em um ou nos dois olhos;
• Visão dobrada ou embaçada de repente;
• Movimento ocular rápido ou descontrolado;
• Dor aguda e repentina nos olhos ou atrás deles.

Nunca espere para checar se os sintomas se resolverão sozinhos antes de buscar tratamento. Se seu familiar não tem um médico de confiança, é muito importante procurar um serviço de emergência.

Proteção dos olhos

Além da atenção aos sintomas mais comuns de problemas neurológicos ou de visão, também há alguns cuidados que podem evitar algumas doenças conforme a idade vai avançando. De óculos a uma boa nutrição, aqui vão algumas dicas para uma visão mais saudável:

Óculos escuros: muitos veem os óculos escuros como um acessório de moda ou apenas uma maneira de bloquear o sol de nossos olhos, mas a verdade é que eles fazem muito mais. A exposição ao sol pode aumentar em muito o risco de desenvolver doenças como catarata. Por isso, é essencial contar com os óculos de sol com lentes com proteção UV para impedir que isso aconteça.

Boa alimentação: a dieta também tem uma função importante na saúde dos olhos. Algumas vitaminas e minerais são conhecidos, inclusive, por promover uma visão melhor. Comidas ricas em Vitamina C, antocianinas, ômega 3, luteína, zeaxantina e betacaroteno são algumas delas. É possível encontrá-las em frutas vermelhas, folhas verdes, cenouras, ovos, uvas, batatas doces, pimentões amarelos, melões, damascos e abóboras.

Exames de rotina: finalmente, é essencial confirmar com o oftalmologista qual deve ser a rotina de consultas. A recomendação mínima para um idoso é, normalmente, uma vez por ano. Aqueles que já têm problemas de visão provavelmente precisarão de um acompanhamento mais próximo.

Como o Vitória Residence ajuda idosos com problemas de visão

No Vitória Residence, nossa estrutura é preparada para oferecer o máximo de segurança para os hóspedes, especialmente aqueles que têm problemas de visão. Eles recebem acompanhamento próximo dos enfermeiros e cuidadores, principalmente na hora de se locomoverem pelos espaços.

Também trabalhamos com três unidades diferentes, cada uma com foco especial nas necessidades de cada grupo. Assim, idosos com a saúde mais debilitada, recebem o tipo de cuidado que precisam.

Essa é a nossa maneira de oferecer aos seus familiares o melhor tratamento e uma vida saudável e feliz.

Quer saber mais sobre o que o Vitória Residence oferece a você e à sua família?

Posts Relacionados
error: Alerta: Conteúdo protegido !!